segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Santos - Portuguese Orthodox Web 2


ORTHODOX WEB


Santos

Portuguese Orthodox Web 2

ORTHODOX CHRISTIANITY – MULTILINGUAL ORTHODOXY – EASTERN ORTHODOX CHURCH – ΟΡΘΟΔΟΞΙΑ – ​SIMBAHANG ORTODOKSO NG SILANGAN – 东正教在中国 – ORTODOXIA – 日本正教会 – ORTODOSSIA – อีสเทิร์นออร์ทอดอกซ์ – ORTHODOXIE – 동방 정교회 – PRAWOSŁAWIE – ORTHODOXE KERK -​​ නැගෙනහිර ඕර්තඩොක්ස් සභාව​ – ​СРЦЕ ПРАВОСЛАВНО – BISERICA ORTODOXĂ –​ ​GEREJA ORTODOKS – ORTODOKSI – ПРАВОСЛАВИЕ – ORTODOKSE KIRKE – CHÍNH THỐNG GIÁO ĐÔNG PHƯƠNG​ – ​EAGLAIS CHEARTCHREIDMHEACH​ – ​ ՈՒՂՂԱՓԱՌ ԵԿԵՂԵՑԻՆ​​

ORTHODOX WEB: http://orthodoxweb.blogspot.com - Abel-Tasos Gkiouzelis - Email: gkiouz.abel@gmail.com – Feel free to email me…!

♫•(¯`v´¯) ¸.•*¨*
◦.(¯`:☼:´¯)
..✿.(.^.)•.¸¸.•`•.¸¸✿
✩¸ ¸.•¨ ​


<>

Santo Antônio-Onofre
de Supraśl, Polônia (+1516)

Santo Antônio de Supraśl (em polaco: Antoni Supraski), foi um monge e mártir ruteno, hoje venerado pela Igreja Ortodoxa Polonesa.

Antônio nasceu no território do Grão-Ducado da Lituânia em uma família ortodoxa, embora sua classe social e seu nome civil permaneçam desconhecidos. De acordo com a tradição, em sua juventude era conhecido por seu caráter irritadiço e violento, tendo por fim matado um homem em uma briga de bar. Desejando expiar este pecado, entrou no Mosteiro Ortodoxo de Supraśl em algum momento antes de 1506, onde recebeu o nome de Antônio.

Considerando sua penitência insuficiente, o monge pediu permissão a seu abade para ir a um país muçulmano, onde poderia receber o martírio, o que lhe foi recusado. Antônio só tinha recebido permissão para ir ao Monte Athos, onde fez seus votos de Grande Schema e tomou o nome Onofre. Ele foi subsequentemente para a antes Igreja da Theotokos Acheiropoietos, em Tessalônica, que havia sido convertido em uma mesquita, e começou a rezar provocativamente. Ele foi preso, sendo exigido pelo cádi que se convertesse ao Islã, o que o monge recusou consistentemente, atacando a religião. Finalmente, foi condenado a ser queimado na fogueira. Indo para o local de execução, continuou a denunciar o Islã, e mesmo cuspiu no rosto de um dos guardas, no que foi fatalmente atingido por um bastão. Seu corpo foi subsequentemente queimado.

<>

Domingo da Santa Cruz

Se durante a primeira parte da Quaresma, o nosso esforço foi centrado sobre a nossa própria purificação, é-nos dado agora de realizar que essa mesma não seja um fim; mas deva-nos conduzir à contemplação, à compreenção e à apropriação do mistério da Cruz.

O próprio Senhor nos ensina, neste Evangelho de S. Marcos, com as seguintes palavras:- “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e toma a sua cruz, e siga-me” (Marcos 8:34).

Irmãos em Crisro, disse-vos na homília do ano passado e repito-o novamente: não pudemos seguir a Cristo, se não tivermos a Sua Cruz, aquela que Ele carregou para nos salvar. É a Sua Cruz e não as nossas, (por mais pesadas e sofridas que elas sejam), que nos salvarão.

Com veneração escutemos êste extracto de uma homília, – que traduzi, – de São Simeão o Novo Teólogo:

“Para os cristãos, a Cruz é magnificência, glória, poder: de facto todo o poder deriva d’aquela na qual foi crucificado; todo o nosso pecado e a nossa propensão para pecar são mortificados pela morte de Cristo sobre a Cruz. Toda a nossa exaltação, toda a nossa glória reside na humildade de Deus que se humilha Ele mesmo a desejar morrer entre malfeitores e ladrões. É por essa razão que os cristãos que crêem fazem o sinal da Cruz, não de uma manheira banal, distraída; mas sim com cuidado, com grande sagacidade d’espírito, com temor e tremor, com extremo respeito; porque a imagem da Cruz é o sêlo da reconciliação, da renovada amizade entre Deus e os homens. É por isso que os próprios demónios, êles mesmo, temem a imagem da Cruz e não podem suportar o sinal da Cruz, mesmo esboçado no ar, êles fogem imediatamente, sabendo que a Cruz é o sinal da amizade entre Deus e os homens e que êles , anjos apostadas, inimigos de Deus, banidos para longe da Sua face, não têem mais a liberdade de se aproximar nem de tentarem aqueles que estão reconciliados com Deus, e que se uniram a Ele. E se os maus anjos parece tentar certos cristãos, compreendamos que êles lutam contra aqueles que verdadeiramente não se apoderaram do sublime Mistério da Cruz. De facto, aqueles que compreenderam esse Mistério, que fizeram a experiência da autoridade e do poder da Cruz sobre os demónios, sabem bem que a Cruz mune as suas almas de força, de poder, de convicção e de sabedoria divinas. Em sua grande alegria, êles exclamam:- “Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na Cruz do nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu para o mundo” (Gálatas 6:14)”.

O sinal da Cruz, é portanto neste ponto grande e formidável; todo o cristão deve-o fazer com temor e tremor, respeito, fervor e não de maneira banal, rotineira, despachada, sabendo que é na proporção do respeito, que êle testemunhar perante a Cruz que obterá a força e o socorro de Deus. A Ele seja dada toda a glória e domínio para sempre. Amen.

Monge Filipe (Ribeiro),

paróquia de Todos os Santos, Lisboa.

Domingo da Santa Cruz, Quaresma 2011.

Fonte:

http://www.orthodoxportugal.org/pt/?p=178

ORTHODOX PORTUGAL

<>

Santos Ícones

Do Capítulo VI, “Dimensões da Redenção,” da

Collected Works of Georges Florovsky, Vol. III:

Creation and Redemption (Nordland Publishing Company):

Belmont, Mass., 1976), pp. 209-212.

O PRIMEIRO DOMINGO DA GRANDE QUARESMA É O DOMINGO DA ORTODOXIA. Ele foi estabelecido como um dia memorial especial pelo Concilio de Constantinopla em 843. Ele comemora antes de tudo a vitória da Igreja sobre a heresia dos Iconoclastas: o uso e veneração dos Santos Ícones foi restaurada. Neste dia nós continuamos a cantar o tropário da Santa Imagem de Cristo: “Nós reverenciamos Tua sagrada Imagem, ó Cristo…”

Á primeira vista, pode parecer ser uma ocasião inadequada para comemorar a glória da Igreja e todos os heróis e mártires da Fé da Igreja. Não seria mais razoável fazer isto nos dias dedicados à memória dos grandes Concílios Ecumênicos ou dos Santos Padres da Igreja? A veneração do Ícone não é mais uma peça de um ritual e cerimonial externo? Um Ícone pintado não é justamente mais uma decoração, muito bonita de fato, e de diversas maneiras instrutiva, mas dificilmente um artigo de Fé? Esta é a opinião corrente, infelizmente largamente espalhada mesmo entre os próprios Ortodoxos. E é a responsável por um pesaroso decaimento da nossa arte religiosa. Nós usualmente confundimos Ícones com “pinturas religiosas”, e assim não encontramos dificuldade em usar as mais inadequadas pinturas como Ícones, mesmo nas nossas igrejas. Com excessiva freqüência nós simplesmente perdemos o significado religioso dos Santos Ícones. Nós esquecemos do verdadeiro e definitivo propósito dos Ícones.

Olhemos o testemunho de São João Damasceno — um dos primeiros e maiores defensores dos Santos Ícones na época da luta — o grande teólogo e poeta devocional da nossa Igreja. Em um de seus sermões em defesa dos Ícones ele diz: “Eu tenho visto a imagem humana de Deus e minha alma está salva”. É uma afirmação forte e mobilizadora. Deus é invisível, Ele vive na luz inaproximável. Como pode um homem frágil ver ou contemplar Ele? Porém, Deus Se manifestou na carne. O Filho de Deus, Que está no seio do Pai, “desceu do céu” e “Se fez homem”. Ele habitou entre os homens. Este foi o grande movimento do Amor Divino. O Pai Celestial foi movido pela miséria do homem e enviou Seu Filho porque Ele amava o mundo. “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho Unigênito, Que está no seio do Pai, Este o fez conhecer.” (Jo. 1: 18). O Ícone de Cristo, Deus Encarnado, é um testemunho contínuo da Igreja para aquele mistério da Santa Encarnação, que é a base e substância de nossa fé e esperança. Cristo Jesus, nosso abençoado Senhor, é Deus Encarnado. Isto significa que desde a Encarnação Deus é visível. Pode-se ter agora uma verdadeira imagem de Deus. A Encarnação é uma identificação íntima e pessoal de Deus com o homem, com as necessidades e misérias do homem. O Filho de Deus “Se fez homem”, como afirma o Credo, “e por nós homens e para nossa salvação”. Ele tomou sobre Si os pecados do mundo, e morreu por nós pecadores na árvore da Cruz, e assim Ele fez da Cruz a árvore da vida para os fiéis. Ele Se tornou o novo e Último Adão. A Cabeça da nova e redimida humanidade. A Encarnação significa uma intervenção pessoal de Deus na vida do homem, uma intervenção do Amor e Misericórdia. O Santo Ícone de Cristo é um símbolo disto, mas muito mais do que um mero símbolo ou sinal. É também um eficiente sinal e recordação da presença em habitação de Cristo na Igreja, que é Seu Corpo. Mesmo em uma pintura comum há sempre algo da pessoa representada. Uma pintura não só nos lembra da pessoa, mas de alguma forma conduz a alguma coisa dela, isto é, “representa” a pessoa, ou seja, “torna ela presente de novo”. Isto é ainda mais verdade com a sagrada Imagem de Cristo. Como os professores da Igreja nos ensinaram — especialmente São Teodoro o Estudita, outro grande confessor e defensor dos Santos Ícones — um Ícone, em certo sentido, pertence á própria personalidade de Cristo. O Senhor está lá, nas Suas “Santas Imagens”.

Por isso, nem todo mundo tem permissão para fazer ou pintar um Ícone, se se tratar de verdadeiros Ícones. O pintor de Ícones deve ser um membro fiel da Igreja, e deve se preparar para sua tarefa sagrada com jejum e oração. Não se trata somente de uma questão de arte, ou de habilidade artística ou técnica. É um tipo de testemunho, uma profissão de fé. Pela mesma razão, a arte em si deve ser subordinada de todo o coração à regra da fé. Há limites para a imaginação artística. Existem certos padrões estabelecidos a serem seguidos. Em todo caso, o Ícone de Cristo deve ser executado de maneira a conduzir à verdadeira concepção de Sua pessoa, isto é, testemunhar a Sua Divindade, ainda que Encarnada. Todas estas regras foram mantidas por séculos na Igreja, e então elas foram esquecidas. Até mesmo descrentes foram autorizados a pintar ícones de Cristo nas igrejas, e assim certos ‘ícones’ modernos não são mais do que pinturas, nos mostrando somente um homem. Estas pinturas falham em ser “Ícones” em qualquer sentido próprio e verdadeiro, e cessam de ser testemunhas da Encarnação. Em tais casos, nós simplesmente “decoramos” nossas igrejas.

O uso dos Santos Ícones sempre foi uma das características mais distintivas da Igreja Ortodoxa Oriental. O Ocidente Cristão, mesmo antes do Cisma, tinha pouco entendimento desta substância dogmática e devocional da pintura de Ícones. No Ocidente ela significava simplesmente decoração. E foi sob influência ocidental que a pintura de Ícones também se deteriorou no Oriente Ortodoxo nos tempos modernos. O decaimento da pintura de Ícones foi um sintoma do enfraquecimento da fé. A arte dos Santos Ícones não é uma matéria neutra. Ele pertence à Fé.

Não deve haver risco, nem “improvisação” na pintura de nossas igrejas. Cristo nunca está sozinho, afirma São João Damasceno. Ele está sempre com Seus santos, que são Seus amigos para sempre. Cristo é a Cabeça, e os verdadeiros fiéis são o Corpo. Nas igrejas antigas o estado completo da Igreja Triunfante estava representado pictorialmente nas paredes. De novo, isto não era simplesmente uma decoração, nem era uma simplesmente uma história contada em linhas e cores para os ignorantes e iletrados. Era mais uma visão da realidade invisível da Igreja. A companhia toda do Céu estava representada porque ela estava presente ali, apesar de invisivelmente. Nós sempre oramos na Divina Liturgia, durante a Pequena Entrada, “que os Santos Anjos entrem conosco para servirem conosco…”. E nossa oração é, sem dúvida, atendida. Nós não vemos os Anjos, na verdade. Nossa visão é fraca. Mas é relatado que São Serafim costumava vê-los, pois eles estavam lá de fato. Os eleitos do Senhor os vêem e a Igreja Triunfante. Ícones são sinais desta presença. “Quando nós estamos no templo de Tua glória, nós os vemos nos Céus”.

Assim, é bastante natural que no Domingo da Ortodoxia nós devamos celebrar não somente a restauração da veneração dos Ícones, mas comemorar também o glorioso corpo de testemunhas e fiéis que professaram sua fé, mesmo ao custo de sua segurança, prosperidade e a própria vida mundana. É o grande dia da Igreja. De fato, nesse dia nós celebramos a Igreja do Verbo Encarnado: nós celebramos o Amor redimidor do Pai, o Amor Crucificado do Filho, e o Companheirismo do Espírito Santo, tornados visíveis na companhia toda dos fiéis, que já entraram no Repouso Celeste, na alegria Permanente do Senhor e Mestre deles. Santos Ícones são nossas testemunhas do Reino que há de vir, e já presente.

Folheto Missionário número P095w

Copyright © 2005 Holy Trinity Orthodox Mission

466 Foothill Blvd, Box 397, La Canada, Ca 91011

Redator: Bispo Alexandre Mileant

Fonte:

http://www.fatheralexander.org/booklets/portuguese/ikons_florovsky_p.htm

FATHER ALEXANDER

<>

São Mamede de Cesareia, Ásia Menor (+275)

São Mamede de Cesareia conhecido por São Mamede é um santo cristão, venerado pela Igreja Católica e Ortodoxa.

São Mamede nasceu no Século III, na cidade de Cesareia, hoje chamada Kayseri na Turquia, sob domínio do Império Romano, no tempo do Imperador Aureliano.

As suas relíquias estão na catedral de Langres em França, que lhe é dedicada.

<>

Santo Abel de Reims da Irlanda (+751)

5 de agosto

Santo Abel de Reims (Irlanda, ? – Lobbes, 5 de agosto de 764) também conhecido por Abel McAedh, foi um abade de Lobbes e bispo de Reims. Está incluído nas Vidas dos Santos irlandeses.

Abel nasceu na Irlanda, viajou com outros professores cristãos como Bonifácio e Willibrord para a Francônia. Parece ter inicialmente conseguido um posto na abadia de Lobbes. Em 3 de março de 744, tornou-se bispo de Reims no Sínodo de Soissons.

Apesar do apoio do rei Carlomano I, Abel não caiu nas graças do Papa Zacarias. O papa recusou-se a dar o pálio a Abel e entregou-o ao arcebispo Hartbert de Sens. Sendo assim, Abel não pode mais permanecer em Reims e retornou à abadia de Lobbes (provavelmente em 748), onde continuou a propagar o Evangelho até sua morte em 764.

<>

Santo Albano da Inglaterra (+250)

22 de junho

Santo Albano, primeiro mártir da Inglaterra. Faleceu no local denominado Verolamium no ano 250. Sua memória lutúrgica é celebrada no dia 22 de junho.
Albano acolheu a um sacerdote missionário cristão perseguido pelo imperador romano Diocleciano.

Ao fazer amizade com este sacerdote, Albano recebeu a instrução cristã e foi batizado antes que um magistrado do imperador que perseguia os cristãos os descobrisse. Albano, para poupar o amigo e imbuído pelo desejo do martírio, se fez passar pelo sacerdote e foi decapitado.

A tradição cristã afirma que no caminho percorrido pelo santo até a execução aconteceram diversos milagres. Por isso é que afirma-se que, após a conversão, Albano passou um tempo pregando para sua comunidade e só depois foi descoberto e morto.

Este santo é honrado como o primeiro mártir (é chamado também de protomártir) da Inglaterra, um dos três da antiga Britânia.

Albano foi sepultado na abadia de Verulâmio, e a localidade foi renomeada St Albans em seu honor.

<>

Santa Iria de Tomar, Portugal (+653)

20 de outubro

Santa Iria de Tomar (também conhecida como Santa Irene) é uma mártir lendária da cidade de Nabância (próxima da moderna Tomar).

Nascida de uma rica família de Nabância, Iria recebeu educação esmerada e professou num mosteiro de monjas beneditinas, o qual era governado pelo seu tio, o Abade Sélio.

Devido à sua beleza e inteligência, Iria cedo congregou a afeição das religiosas e das pessoas da terra, sobretudo dos jovens e dos fidalgos, que disputavam entre si as virtudes de Iria.

Entre estes adolescentes contava-se Britaldo, herdeiro daquele senhorio, que alimentou por Iria doentia paixão. Iria, contudo, recusava as suas investidas amorosas, antes afirmando a sua eterna devoção a Deus.

Dos amores de Britaldo teve conhecimento Remígio, um director de Iria, ao qual também a beleza da donzela também não passara despercebida. Ardendo de ciúmes, o Remígio deu a Iria uma tisana que se pretendeu embruxada, e que lhe fez surgir no corpo opulência própria da gravidez.

Por causa disso foi expulsa do convento, recolhendo-se junto do rio para orar. Aí, foi assassinada à traição por um servo de Britaldo ou pelo próprio, a quem tinham chegado os rumores destes eventos.

Atirado ao rio Nabão, o corpo da mártir terá seguido pelo Zêzere e a partir deste terá ficado depositado entre as areias do Tejo, aí permanecendo, incorruptível, através dos tempos.

Para conservar a sua memória e milagre, a povoação de Escálabis construiu-lhe um sepulcro de mármore. A partir de então, a cidade passou a chamar-se de Santa Iria, mais tarde Santarém.

Santa Iria é representada habitualmente segurando a palma do Martírio.


<>

Calendário dos Santos

Janeiro-Dezembro

JANEIRO
1-Circuncisão de N.S. Jesus Cristo,S.Basílio o Grande
2-S.Silvestre.S.Serafim de Sarov
3-St.Profeta Malaquias.St.Mártir Gordius
4-Synaxe dos 70 apóstolos.S.Theoctist.
5-Sts.Mártires Teopempte e Theonas. Sta.Synclética
6-DOMINDO DA TEOFANIA DE N.S.JESUS CRISTO.
7-Synax de S.João Batista.
8-S.Jorge.StaDominique.S.Cyr
9-St.mártir Polyeucte
10-S.Gregório de Nissa.S.Domiciano.S.Marciano.
11-S.Teodósio
12-Sta.Tatiana.Sta.Eupraxia.S.Savas da Sérvia
13-Sts.mártires Ermilia e Stratonica
14-Memória dos Sts massacrados no Sinai e em Raithou.
15-S.Paulo de Tébas e João de Calyvita.
16-Veneração das correntes de S.Pedro.
17-St.António o Grande
18-Sts. Atanásio e Cyrilo
19-S.Macário do Egypto.S.Márcos Eugénicos de Efêso
20-12ºDOMINGO DE LUCAS.S.Eutimio o Grande.
21-S.Máximo o Confessor.S.Neófito.
22-S.Apóstolo Timóteo.S.mártir Anastásio o Persa
23-Ss.mártires Clemente e Agatangela.
24-Sta.Xénia
25-S.Gregório o Teólogo e St.Auxentios neomártir.
26-S.Xénofon e seus companheiros de ascése.
27-15ºDOMINGO DE LUCAS.Trasladação das relíquias de S.João Crisóstomo.
28-S.Efrem o Sírio
29-Transladação das relíquias de S.Inácio de Antioquia
30-Os Três Santos Hierárcas
31-Ss.anárgiros e taumaturgos Cyr e João

FEVEREIRO
1-St Tryph,Sts.Perpétua e Felicidade
2-Santo encontro de N.S.Jesus Cristo(HYPAPANTE)
3-15ºDOMINGO DE MATEUS.S.Symeão o Theodoco.
4- StºIsidoro de Pelusia.
5-Stas Mártires Agata e Teodulia
6-S.Phótio o Grande,Patriarca de Constantinopla
7-S.Parthenios,Bispo de Lampsaque.S.Lucas
8-St.Theodoro Stratélate.St.Profeta Zacarias
9-Sto.Mártir Nicéforo
10-16ºDOMINGO DE MATEUS.Sto Mártir Charalampos
11-Sto Hieromártir Blaise de Sebaste.StªTeodóra.
12-Sts.Melétios de Atioquia e António de Constantinopla
13-Stos Apóstolos Aquilas e Priscilio.Sto Martiniano
14-Sto Auxentios
15-Sto Apóstolo Onésimo.Sto Antimio o Acião de Chio
16-Sto Mártir Panphilio e seus 12 companheiros
17-17ºDOMINGO DE MATEUS.Sto Megalomártir Teodóro Tyron
18-S.Leão Papa de Roma.
19-Sta.Philotheia de Atenas.Stºs.Filemon e Apphia
20-S.Leão Bispo de Catania,Agaton papa de Roma
21-S.Timóteo,S.Eustatio de Antioquia
22-Os Mártires de Eugénios em Constantinopla
23-Santo Hieromártir Policarpo,Bispo de Esmirna
24-DOMINGO DO FARISEU E DO PUBLICANO(início do Triodo)
25-S.Taraiso,patriarca de Constantinopla.
26-S.Porfírio de Gaza.
27-St. Procópio
28-S. Basílio o Confessor.S.Cassiano.

MARÇO
1-Sta osiomartir Eudoxia de Samaria
2-St.martir Hesychios.S.Hieromártir Theódoto.
3-DOMINGO DO FILHO PRÓDIGO.Sts,Eutrópio,Basilisco e Cleónico.
4-S.Gerásimo do Jordão.
5-St.osiomártir Conon de Isauria.
6-Os 42 mártires de Ammorium
7-São Laurentios , Sts.hieromártires Basilio e Aithéra
8-São Theofilacto de Nicomédia,St.Apóstolo Hermas.
9-Dos Trespassados,Os 40 mártires de Sebaste,STºCesária.
10-DOMINGO DO JUSTO JULGAMENTO DE DEUS.(da abstinência de carne)
11-St.Sofronio,patriarca de Jerusalem.
12-São Gregório o Grande Papa de Roma.S.Symeão,o novo teólogo.
13-Relíquias de São Nicéfero.
14-São Bento de Nursia Patriarca dos monges do Ocidente.
15-St. mártir Agapios,St. Aristóbulo,discipulo de São Paulo.
16-St. mártir Sabino o Egípcio e seus companheiros.
17-DOMINGO DO VERDADEIRO JEJUM(da tirofagia)
18-Segunda feira pura(início da Grande Quaresma).
19-Sts mártires Chrysantia e Dária
20-Memória dos Padres no mosteiro de São Sabbas.
21-São Tiago o Confessor ,Bispo de Catania
22-1º estância do Acatistos.S. Basilio de Ancyra
23-Milagre de S.Teodóro.S.Mártir Nikon.
24-1ºDOMINGO DE QUARSMA(da Ortodoxia).São Zacarias o Recluso.
25-ANUNCIAÇÃO DA MÃE DE DEUS
26-Synaxe do Arcanjo Gabriel
27-Sta.mártir Matron de Salónica
28-St.Hilárion o jovem higouméne de Pelekitis
29-2º estância do Acatistos.Sts, Marco de Aretusa.
30-São João Clímaco.
31-2ºDOMINGO DE QUARESMA(de S.Gregório Palamas), St.Hypacios.

ABRIL
1-Sts mártires Gerontios e Basilides.
2-São Tito o taumaturgo
3-São Nicétas o confessor.São José o Himnógrafo
4-São George de Maleia
5-3ªestância do Acatistos.Claudio, Diodoro e Nicéforo
6-São Eutyches,Patriarca de Constantinopla
7-3ºDOMINGO DE QUARESMA(da veneração da Santa Cruz)
8-Ss,Herodin,Fufus,Agabus,Asyncrétos,Felegon e Hermes.
9-S.mártir Eupsíquios de Cesarea.
10-Ss. mártires Terencio,Pompios,Máximo e Macário.
11-S.hieromártir Antipas,bispo de Pergamo.
12-4ªest.do Acatistos.S.Basílio bispo de Parion.
13-S.Martinho o Confessor,papa de Roma.
14-4ºDOMINGO DE QUARESMA(de S.João Clímaco).
15-S.mártir Crescente de Myra na Lycia.S.Leónidas.
16-SS mártires Agápia,Irene e Chionia de Illyria.
17-St.hieromártir Simeão Bispo de Perse.
18-O Grande Canon de S.André de Creta.
19-St. hieromártir Paphnucios.(Hino Acatistos).
20-Do Acatistos.São Teodóro de Trikina
21-5ºDOMINGO DE QUARESMA.(de S,Maria a Egípsia).
22-São Teodóro o Sykeota.
23-St. megalomártir Georges o Vitorioso
24-São Sabbas o Stratilate e 70 guerreiros martirizados com ele.
25-Santo Apóstolo e Evangelista Marcos.
26-St.hieromártir Basilio Bispo de Amasia
27-Do Santo e justo Lázaro.
28-DOMINGO DE RAMOS.
29-SEGUNDA FEIRA SANTA.
30-TERÇA FEIRA SANTA.

MAIO
1-QUARTA FEIRA SANTA
2-QUINTA FEIRA SANTA(da Cena Mística)
3-SEXTA FEIRA SANTA(da Paixão do Senhor
4-SÁBADO SANTO(da descida do Senhor aos infernos)
5-SANTA PÁSCOA
6-Segunda feira de Páscoa.S.Jorge o vitorioso.
7-Aparição do sinal da Cruz.
8-S.Apóstolo e Evangelista João.S.Arsénio o Grande.
9-S.Profeta Isaias.S.mártir Cristóforo.
10.Da Fonte Vivificante.S.Apóstolo Simão o Zelóta.
11-S.Cyrilo e Metódio,iluminadores do Eslávos.
12-2ºDOMINGO DE PÁSCOA(de Tomás)
13-Sta Glykéria.
14-S.mártir Isidoro de Chio.
15-S.Pacomio o Grande.S.Achilios.
16-S.Teodóro o Santificado discipulo de S.Pacomio.
17-Ss.Apóstolos Adrónica e Julia.S.Nicolau de Metsovon.
18-Ss mártires Pedro,Denis,Cristina e Heráclios.
19-3ºDOMINGO DE PÁSCOA(das Miróforas).
20-S.mártir Tallale.
21-Ss.Constantino e Helena.
22-Ss.mártires Basilisca ,Marcelo e Sofia.
23-S.Miguel o Confessor,de Sinades.
24-S.Symeão eremita do Monte Admirável.
25-IIIªinv.de S.João Batista.
26-4ºDOMINGO DE PÁSCOA(do Paralítico)
27-S.Hieromártir Hlladios.S.joão o Russo.
28-S.Nicétas o Confessor,Bispo de Calcedónia.
29-Mea-pentecóstes.S.megalomártir Teodósia.
30-S.Isac o Confessor,higomenos de Dalmata.
31-S.Apóstolo Hermas,dos 70.S.mártir Ermeios.

JUNHO
1-Sto mártir Justino o Filósofo.Sto Pyrrhus.
2-5ºDOMINGO DE PÁSCOA(da Samaritana)
3-Ss. mártires Luciliano,Claudio,Hipácios,Paulo e Denis.
4-S.Metrofanes.Ss.Marta e Maria.
5-São Doroteo.Sts Nicandro,Apolonios e Jorge.
6-Sto Hilarion o jovem.São Bessarion o taumaturgo.
7-Sto ieromártir Theodoto de Ancyra.
8-São Teodóro o Stratilate.Sta Caliope.
9-6ºDOMINGO DE PÁSCOA.(do cégo de nascença)São Cyrilo de Alexandria.
10-Ss mártires Alexandre e Antonino.
11-Sts,Bártolomeo e Barnabé.
12-Sts, Onofre o Grande e Pedro o Atonita.
13-ASCENSÃO DE N.S.JESUS CRISTO,Sta mártir Aquilina.
14-Sto profeta Eliseo. São Metódios o confessor.
15-St,proféta Amos.S.Jerónimo.
16-7ºDOMINGO DE PÁSCOA.(dos padres do Iºconc.ecuménico).
17-Ss. mártires,Manuel,Sabel e Ismael.
18-Sts mártires Leoncio,Hipácio e Theódulo
19-São Judas irmão do Senhor.S.Zósimo
20-S.hieromártir Metódio de Olimpo, Bispo de Patare.
21-S.mártir Julião de Tarso.S,hieromártir Terencio.
22-Dos Trespassados.S.ieromártir Eusébio de Samosate
23-DOMINGO DE PENTECOSTES.Sta,mártir Agripina
24-Segunda Feira de Pentecostes.NATIVIDADE DE SÃO JOÃO BATISTA.
25-Sta,iosomártir Febronia.
26-S.David de Salónica.
27-S.Samson o hospitaleiro.
28-Transl, das relíquias dos sts,anárgiros Cyr e João.
29-SANTOS APÓSTOLOS PEDRO E PAULO os Protocorifeos.
30-DOMINGO DE TODOS OS SANTOS.Synaxe dos 12 gloriosos e ilustres apóstolos

JULHO
1-4ºDomingo de Mateus.Sts anárgiros Cosmas e Damião.
2-Deposição da túnica da Mãe de Deus.
3-S.Jacinto. S.Anatol Arc.de Constantinopla.
4-S.André o Hierosalimitano bispo de Creta.
5-S.Atanásio o atonita. S.Lampados,S.Sérgio.
6-S.Sisoés o Grande
7-S.Tomás do monte Male.Sta Kyriakie.
8-5º Domingo de Mateus.S.Megalomártir Procopio
9-S.Pancracia de Tauroménia na Sicilia
10-Os 45 mártires de Nicópolis na Arménia
11-Milagre das relíquias de Sta.Eufémia,Sta.Olga de Kiev
12-Sts.mártires Proclus e Hilário.São Miguel
13-Synaxe do Arcanjo Gabriel.St.Estêvão
14-S.Nicodemo o Agiorita,S.Aquilas,S.José
15-MEMÓRIA DOS PADRES DO IV CONCÍLIO ECUMÉNICO
16-S.Athenogenes
17-Sta megalomártir Marina(Margarida)
18-Sts mártires Emiliano,Paulo,Theis e Valentim
19-Sta Macrina,S.Die,Inv.das relíquias de S.Serafim
20-Santo e glorioso Profeta Elias
21-S.Symeoão o louco em Cristo,e João
22-7ºDOMINGO DE MATEUS,Sta.Mirófora Maria Madalena
23-S.Focas,S.Profeta Ezequiel,S.Pelágia de Tinos
24-Sta megalomártire Cristina
25-Dormição de Sta Ana mãe da Theotokos
26-Sta Paraskeva,Sts.Hermolaos,Hermipo e Hermocrata
27-S. megalomártir e anárgiro Pantaleão(Relíquias em Portugal na cidade do Porto(Catedral),chegaram a Portugal depois da queda de Constantinopla num barco Arménio.)
28-Sts apóstolos Procor,Nicanor,Timon e Parmenas
29-8ºDOMINGO DE MATEUS,Sts Kalinicos e Theodoto
30-Sts apóstolos Silas, Silvano Crescente dos70
31-Sto e justo Eudócimo,Sta mártire Julieta de Cesarea

AGOSTO
1-Procissão da Santa Cruz.Os sete irmãos Macabeus
2-Trasl.das relíquias do St.Arquidiácono Estêvão
3-Sts Isac,Dalmata e Fausto
4-Os sete (adormecidos de Eféso)Sta mártire Eudoxia
5-9ºDOMINGO DE MATEUS,antecipação da festa da Transfiguração
6-TRANSFIGURAÇÃO DE N.S.JESUS CRISTO
7-S.mártir Domécio e seus companheiros
8-S.Emiliano o confessor,S.Myron de Créta,S.Gregório
9-S.Apóstolo Matias
10-S.mártir Lourenço,S.ieromártir Sixto,Papa de Roma
11-S.mártir e arquidiácono Euplos.Sta mártir Suzana
12-10º DOMINGO DE MATEUS,S.mártires Fótios e Aniceto
13-martírio de S.Máximo o confessor
14-S.proféta Michee
15-DORMIÇÃO DA MÃE DE DEUS
16-trasladação do Mandilion de N.S.Jesus Cristo
17-S.mártir Myron
18-Stas. mártires Flora e Laura
19-11ºDOMINGO DE MATEUS,s.mártir Andre o Stratilate
20-S.Proféta Samuel
21-S.apóstolo Tadeu dos 70.S.Bassa e suas crianças
22-S.mártir Agatónico e Anssusia
23-Final da festa da dormição.S.Ireneu de Lion
24-S.Cosmas de Etolia.S.ieromártir Eutiques.S.Dinis
25-S.apóstolo Tito Bispo de Créta,discípulo de S.Paulo
26-12ºDOMINGO DE MATEUS,Ss.mártires Adiano e Natália
27-S.Pimen o grande
28-S.Moisés da Etiópia,S.Diomédios e Laurentios
29-S.João Batista
30-Ss.Alexandre João e Paulo,Patriarcas de Constantinopla
31-Dep.do cinto da Mãe de Deus,S.Cypriano

SETEMBRO
1-Novo Ano Eclesiástico.Protecção do Ambiente
2-13ºDOMINGO DE MATEUS,S.Mamanta.S.João
3-S.ieromártir Antímio.S.Teoctiste
4-S.proféta Moisés,S.ieromártir Babylas
5-S.proféta Zacarias e S.Elisabete
6-Aparição do S.Arcanjo Miguel em Xonasse
7-S,mártir Sozon.S.apóstolos Evodio e Onésifero
8-NATIVIDADE DA MÃE DE DEUS
9-ANTES DA EXALTAÇÃO,Synaxe de S.Joaquim e Ana
10-S.mártires Menodoro,Metrodoro e Nymfodoro
11-S.Teodóra de Alexandria,S.Evantia
12-Ss.mártires Autónomo e Cornut
13-S.mártír Cornélio o centurião
14-EXALTAÇÃO DA VENERÁVEL CRUZ
15-S.Nicétas,Filoteu e Symeão
16-DEPOIS DA EXALTAÇÃO,S.Eufémio
17-S.Sofia e suas filhas Fé,Esperança e Caridade
18-S.Euménio bispo de Gortyne.S.mártire Ariana
19-S.mártires Trofimo,Sabatios e Dorimédio
20-S.Eustácio,Theopistia, Agápios e Theopistos
21-S.proféta Jonas.S.apóstolo Codrat dos 70
22-S.ieromártir Focas o taumaturgo
23-1ºDOMINGO DE LUCAS,cocp. de S.João Batista
24-S.protomártir Tecla.S.Silouane do Monte Atos
25-S.Eufrosina de Alexandria.S.Sérgio de Radonege
26-Trespasse do Santo ap´stolo e evangelista João o Teólogo
27-S.mártir Calistrato e os seus companheiros
28-S.Chariton o confessor.S.proféta Baruche
29-S.Cyriaco o anacoreta,S.mártir Petrónia
30-2ºDOMINGO DE LUCAS,S.ieromártir Gregório o Iluminador

OUTUBRO
1-S.Romão Melódo.Da protecção da Mãe de Deus
2-S.ieromártir Cipriano e a Sta virgem Justina
3-S,Dinis o Areópagita,primeiro bispo de Atenas
4-S.ieromártir Hieroteu bispo de Atenas
5-S.mártir Charitina ,S.Metódia
6-S.apóstolo Tomás. um dos doze
7-3ºDomingo de Lucas,Ss. mártires Sérgio e Bacus
8-Sta Pelágia virgem de Antioquia
9-S,apóstolo Tiágo.Stas.Andrónica e Atanásia
10-Sts. mártires Eulampa e Eulampia.S.Teófano
11-Sto Apostolo Filipe, um dos sete diáconos.S.Teófane.
12-Sts. mártires Probus, Taraque e Andrónico.
13-Sts. mártires Carpus,Babylas,Agatonice e Agathodoros.
14-4ºDomingo de Lucas
15-St.osiom´rtir Luciano, padre de Antioquia.
16-St. Login, o Centurião que estava aos pés da cruz.
17-St, proféta Oseas.St osiomártir André.
18-St. Apóstolo e Evangelista Lucas.
19-St proféta Joel.St. mártir Varus e seus companheiros.
20-St megalomártir Artémios.St.Gerásimo de Cefalónia.
21-6º Domingo de Lucas.St.Hilário o grande. S.Cristódulo.
22-St.Abércius
23-St.Apóstolo Tiágo (irmão do Senhor).St.Inácio.
24-St megalom´rtir Aretas e seus companheiros..
25-Sts mártires Marciano e Martyrios, notários.
26-St megalomártir Dimitrios de Salónica.
27-St mártir Nestor de Salónica.
28-7ºDomingo de Lucas(celeb. da Mãe de Deus)
29-Sta osiomártir Anastásia a Romana.
30-Sts Apóstolos Cleopas e Artemas.Sts Zenobio e Zenobia.
31-Sts Apóstolos Stachys,Apelle e Aristóbulo dos 70.

NOVEMBRO
1-Sts taumaturgos e anárgiros Cosmas e Damião.
2-Sts mártires Akindynos, Pegassos e Elpidoforos
3-Sts mártirew Akepsimas, José e Aissalas.
4-5ºDomingo de Lucas.St Joanice o Grande.St mártire Nicandro.
5-Sts mártires Galáktion e Epistémio.
6-S.Paulo o confessor,Arc.de Constantinopla.
7-Os sts mártires de Melitine.St Lázaro o Taumaturgo.
8-Sinaxe dos sts arcanjos Miguel e Gabriel.
9-Sts mártires Onésiforo e Porfirio. SÃO NECTÁRIO DE EGINA.
(patrono da paróquia de Lisboa)
10-Sts apóstolos Erastos,Olimpio, dos 70.St Arsénio.
11-8º Domingo de Lucas.Sts mártires Menas, Vicente e Vitor.
12-S.João o Misericordioso.S.Nil o Sinaita.
13-S.João Crisóstomo Arc. de Constantinopla.
14-St.Apóstolo Filipe, um dos 15.S.Constantino de Hydra.
St mártir Gurias,Samonas e Habib.
16-St apóstolo e evangelista Mateus
17-S.Gregório de Neocesarea.S.Genádio
18-9ºDomingo de Lucas.St. mártir Platão.
19-ST. Profeta Abdias.
20-S.Gregório o Decapolita.S.Próculos de Constantinopla.
21-APRESENTAÇÃO DA MÃE DE DEUS.
22-St.apóstolo Filemon e Archipo.Sta mártir Apia.
23-Sts.Amfiloquio de Iconium e Gregório de Agrigenta.
24-Sts Clemente, Papa de Roma e Pedro.
25-13º Domingo de Lucas.Sta megalomártir Catarina.
26-S.Alypius o Estilita.S.Nicon o convertido.
27-St. megalomártir Tiago o Persa.
28-St. mártir Estêvão o Jovem.St. mártir Irenárca.
29-Sts mártires Paramon e Filomena.S.Dinis.
30-St. apóstolo André, o primeiro chamado.

DEZEMBRO
1-St. proféta Naum.S.Filarete o Misericordioso.
2-14º Domingo de Lucas.St. proféta Abacuc.
3-St proféta Sofonio.
4-Sta Bárbara.S.João Damasceno.S,Serafim.
5-S.Savas o Santificado.St. mártir Diogene.
6-S.Nicolau ,Arcebispo de Myra em Lycia.
7-St. Ambrósio Bispo de Milão.
8-Sts apóstolos Sosténio,Apolos e Tichique dos 70.
9-10º Domingo de Lucas. Conc. da Mãe de Deus.Sta Ana.
10-Sts mártires Menas,Hermógenes e Eugráfio.
11-Sts Daniel o stylita e Lucas o novo stylita.
12-S.Spiridon Bispo de Trimisode em Chipre.
13-Sts mártires Eustrátios,Auxentios e Orestes.Sta Lucia.
14-Sts mártires Tirso, Filemon,Apolonios e Arriano.
15-Sts mártires Euleutérios sua mãe Anthia e Coribia.
16-11º Domingo de Lucas.Sto proféta Ageo e Coribio.
17-Sto proféta Daniel e os 3 jovems.
18-Martirio de S.Sebastião edos seus companheiros.
19-Sto mártir Bonifácio.
20-Sto mártir Inácio o Teóforo, Bispo de Antioquia.
21-Sta mártir Juliana de Nicomédia.
22-Sta megalomártir Anastásia.
23-Domingo ANTES DA NATIVIDADE.os dez mártires de Créta.
24-Sta mártire Eugénia.
25-NATIVIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRITO.
26-Synaxe da Mãe de Deus.St.Eutimio.
27-St. protomártir e arquidiácono Estêvão.S.Teodóro.
28-Os 20.000 mártires de Nicomédia.Sto apóstolo Nicanor.
29-Santas crianças inocentes, massacradas em Belem.
30-Domingo DEPOIS DA NATIVIDADE.
31-Sta Melania a romana.

Fonte:

IGREJA ORTODOXA

<>